Dia a Dia

Drenagem linfática manual: bem-estar e saúde

Imagem de destaque do post Drenagem linfática manual: bem-estar e saúde

Para quem gosta de cuidar da saúde e do bem-estar do corpo, a drenagem linfática manual é uma técnica que pode fazer milagres por você - sem exageros na expressão. Além de combater a celulite, promove o bem-estar global do seu organismo.

Para quem gosta de cuidar da saúde e do bem-estar do corpo, a drenagem linfática manual é uma técnica que pode fazer milagres por você - sem exageros na expressão. Além de combater a celulite, promove o bem-estar global do seu organismo.

A drenagem linfática manual é um tipo de massagem feita com as mãos que ajuda a eliminar o excesso de líquidos e toxinas do nosso corpo. A técnica promove e acelera a circulação do sistema linfático. Com a eliminação deles, tem-se, por consequência, a diminuição de inchaços e da temida celulite. Por isso, ela é bastante requisitada pelas mulheres como uma alternativa para redução de medidas e tratamento da celulite.

A retenção de líquidos causa inchaço e desconforto. Por isso, a drenagem é procurada, especialmente, por pessoas com problemas de circulação, gestantes e para tratamento da celulite.

Conheça os benefícios da drenagem linfática manual

Se falarmos que a drenagem ajuda a combater a celulite, este já é um argumento suficientemente bom para que muitas mulheres corram às clínicas de estética, não é mesmo?

Pois a drenagem faz isso e muito mais! Conheça os benefícios da drenagem linfática manual:

  1. Elimina líquidos e toxinas do organismo;
  2. Ajuda no combate à celulite;
  3. Diminui inchaço;
  4. Ativa a circulação;
  5. Ajuda no processo de perda de peso.
É importante salientar que todos esses benefícios são potencializados quando aliados a outras técnicas, alimentação saudável e exercícios físicos.

Drenagem linfática emagrece?

Uma dúvida que muitas pessoas têm é se a drenagem linfática emagrece. A resposta é sim!Como a técnica drena o líquido corporal e elimina toxinas, pode diminuir o peso corporal. Os líquidos são redirecionados para o sangue, filtrados pelos rins e depois eliminados através da urina.

Sozinha, porém, a drenagem linfática não irá promover o emagrecimento, pois perder peso é um processo mais complexo. No entanto, é fato que a técnica elimina líquidos e toxinas, o que faz o corpo desinchar e, por consequência, emagrecer. Com o organismo livre de toxinas e líquidos que não são úteis para o corpo, fica mais fácil o processo de metabolismo. E o metabolismo acelerado também é um dos fatores que auxilia na perda de peso. Na região abdominal, a drenagem ainda facilita o funcionamento do intestino, contribuindo ainda mais para desinchar a barriga.

No entanto, não basta fazer algumas sessões de drenagem e esperar o emagrecimento. Para obter melhores resultados, o ideal é associar a drenagem à prática de exercícios físicos e à uma alimentação balanceada. Só assim você perceberá os reais benefícios e resultados dessa técnica.

Indicações e contraindicações da drenagem linfática

Como já vimos, a drenagem traz muitos benefícios para a saúde. Em algumas situações específicas, ela age eficazmente, trazendo ainda mais bem-estar, qualidade de vida e aliviando sintomas. Confira algumas das indicações mais comuns para utilizar a drenagem linfática.
  1. Gestação: durante a gestação, a maioria das mulheres sofre com inchaço, retenção de líquidos e problemas de circulação. Isso ocorre devido à ação dos hormônios nesse período, que aumentam o volume sanguíneo em até 50% e retém água. Por isso, a drenagem é excelente para aliviar esses sintomas, reduzindo a retenção de líquidos e diminuindo o inchaço típico da gravidez, especialmente nos últimos meses.
  2. Celulite: é extremamente eficaz no tratamento da celulite, uma vez que drena os líquidos e toxinas do corpo, que são, posteriormente, eliminados.
  3. Cirurgia plástica (pós-operatório): pode abreviar o período pós-operatório em uma cirurgia plástica, quando pode haver alterações dos vasos linfáticos.
  4. Linfedema e pós-mastectomia: o linfedema ocorre quando fluidos corporais se acumulam em alguma parte do corpo, normalmente braços ou pernas. A drenagem linfática vai auxiliar, nesse caso, na reabsorção dos edemas e na reparação dos tecidos.
Em outros casos, no entanto, a drenagem linfática manual está contraindicada. Veja as contraindicações da drenagem linfática:
  1. Câncer: não existe um consenso, mas alguns autores orientam que a drenagem pode disseminar metástases por via linfática.
  2. Tromboflebite: é o fechamento parcial de uma veia e, antes de qualquer manipulação, deve-se avaliar com um especialista.
  3. Septicemia: não se sabe ao certo os efeitos da drenagem nesse caso. Sepse é uma resposta exagerada do sistema imunológico pela invasão de bactérias, fungos ou vírus.
  4. Hipertiroidismo: alguns autores dizem que o estímulo direto sobre a glândula pode alterar a secreção hormonal. Por isso, a drenagem deve ser feita sem manipulação sobre a área da tireóide.
  5. Insuficiência cardíaca: a drenagem pode ampliar o fluxo cardíaco, sobrecarregando o sistema cardíaco.
  6. Gestação de risco: quando há algum risco na gravidez, deve-se evitar a drenagem linfática manual. Entre os riscos estão a pré-eclâmpsia, problemas vasculares, alterações na placenta, entre outros.

Passo a passo da drenagem linfática manual

A drenagem deve ser feita sempre por um profissional habilitado em uma clínica de estética. Só ele pode aplicar o seu conhecimento e fazer o procedimento corretamente.

A técnica pode ser aplicada em qualquer parte do corpo, pernas, barriga, glúteos e até no rosto. Independente do local, a drenagem linfática deve sempre iniciar com manobras para a estimulação do esvaziamento dos gânglios linfáticos. Deve-se fazer este estímulo pelo menos três vezes.

Após, para cada parte do corpo existem manobras e movimentos específicos. Na barriga, por exemplo, primeiro faz-se movimentos circulares em toda a barriga, em sentido horário, repetidas vezes. Depois, os movimentos devem ser de fora para dentro e de cima para baixo. Por fim, a lateral da barriga também deve ser massageada, de cima para baixo.

Já na região das pernas, os movimentos iniciam nos tornozelos até a parte de trás dos joelhos. Após, subir pela virilha, até o bumbum.

A técnica consiste no bombeamento do fluido linfático no sentido do coração. A drenagem linfática não pode ser dolorosa nem feita com força, pois isto causaria uma vasodilatação, o que agravaria a situação, pois gera um grande fluxo de sangue na área tratada.

Por isso, a drenagem linfática manual deve sempre ser feita por um profissional habilitado para aplicar a técnica. Embora, à primeira vista, pareça algo inofensivo, não tente fazer sem orientação.

 

Mais de Dia a Dia

Ver mais