Receitas

Dieta sem carboidrato: é possível? Entenda!

Imagem de destaque do post Dieta sem carboidrato: é possível? Entenda!

Muito tem se falado sobre a dieta sem carboidrato para perder peso. Neste post, vou falar um pouquinho sobre o assunto! Confira!

É difícil encontrar por aí alguém que esteja completamente satisfeito com o seu corpo, não é mesmo? Às vezes, queremos perder uns quilos, ganhar massa, eliminar umas gordurinhas de uma parte do corpo e etc. Por isso, alguns apostam na dieta sem carboidrato.

Alguns acham que a dieta sem carboidrato é prejudicial, há quem diga que isso não é verdade e o nosso objetivo nesse post será explicar sobre esse regime.

Afinal, é possível fazer uma dieta sem carboidrato?

Bom, primeiro é fundamental deixar claro que os carboidratos consistem de forma geral em massas. Normalmente, esses alimentos são feitos produzidos com açúcar refinado e farinha branca.

Há quem diga que os carboidratos não são necessários ao organismo, contudo, isso não é verdade! Porque eles é que dão energia, porém a dieta sem carboidrato não consiste na retirada do carboidrato das refeições, mas na substituição por carboidratos complexos.

A batata-doce e o arroz integral são usados como exemplos, porque eles contam com um baixo índice glicêmico e com isso, o corpo absorve de forma muito mais lenta a glicemia.

Dessa forma, a dieta sem carboidrato diz que a pessoa que aposta nesse meio de emagrecimento deve se abster de consumir biscoitos, macarrões, bolos, pães e etc.

Aqueles que retiram do cardápio esses alimentos tão gostosos passarão a perder peso de forma saudável, mas precisarão ingerir a quantidade correta de carboidratos complexos juntamente com vitaminas, proteínas e fibras.

O que é necessário saber antes de fazer uma dieta carboidrato zero ou low carb?

Muita gente acha que nunca mais vai ingerir carboidratos, porém isso não é verdade! Afinal, não é nada saudável tentar perder peso sem fazer a ingestão de carboidratos, pois é fundamental ingerir pelo menos 40% de carboidratos na dieta, pois caso contrário, os problemas trazidos para a saúde podem ser muito graves.

Para obter sucesso por meio da dieta sem carboidrato é preciso manter o equilíbrio, pois será preciso comer mais, entretanto de forma selecionada, proteínas e gorduras de qualidade e carboidratos.

Aqueles que passam a fazer essa dieta perceberão uma diminuição na quantidade de insulina no sangue, ou seja, menos açúcar e a produção do hormônio glucagon melhora, pois assim o seu corpo gerará energia a partir da gordura que está armazenada.

A dieta sem carboidrato é importante, porque ela não só te ajuda a perder peso como também melhora a saúde, pois o corpo funciona de forma mais equilibrada. Sendo assim, quem faz a dieta low carb previne o surgimento da diabetes tipo 2, problema que costuma aparecer com o passar dos anos. Como os alimentos utilizados na dieta sem carboidrato tem um menor índice glicêmico, o nível de glicemia no corpo fica controlado e como consequência, o corpo desenvolve uma maior resistência a ele.

Outro fator positivo que a dieta low carb traz é que como os carboidratos complexos contam com muitas fibras, o processo de digestão aumenta e como consequência, o corpo diminui a absorção de glicose, os picos de insulina são menores e assim a pessoa se mantém saciada por um maior período.

Além disso, a queima de gordura acontece de forma natural devido ao cardápio consumido e assim fica fácil ter um aumento considerável de massa magra e a diminuição da tão indesejada massa gorda.

Lista de alimentos low carb para incluir no seu dia a dia

Para que a dieta sem carboidrato dê bons resultados, será preciso não só ingerir a quantidade certa de nutrientes como também ingerir alimentos considerados naturais.

Sendo assim, a ingestão de verduras e legumes deverão ser constantes, por isso o indicado é comer: abobrinha, couve-flor, brócolis, cogumelos, tomate cereja, couve, aspargos, pimentão, pepino, rúcula e outros, porque esses alimentos tem uma pequena quantidade de carboidratos.

A batata-doce e a abóbora também podem compor a dieta sem carboidrato, entretanto é preciso ter moderação na ingestão, pois ambas têm muito carboidrato.

No caso das frutas, a banana, o mamão e as demais que tem muita frutose precisarão ser consumidas com certa parcimônia e aliadas a uma fonte de fibras que pode ser linhaça ou chia ou, ainda, outras oleaginosas.

A mexerica, por sua vez, conta com um bagaço que auxilia na redução da velocidade com que o corpo faz a digestão do carboidrato que a fruta contém, mas o morango, pêssego, coco, melão e o abacate podem ser consumidas sem medo.

Na dieta low carb, as pessoas precisam comer peixes, ovos, leite e carnes, porque eles geram aminoácidos ao organismo e isso ajuda nas funções motoras, metabólicas e estruturais e atuam ainda na produção de hormônios, fibras e enzimas.

O consumo deve ser feito de forma moderada e a proteína ingerida deve ser sempre a magra. Ela pode ser encontrada em leites desnatados, peixes, frangos e carne bovina como alcatra, filé mignon e patinho.

Oleaginosas, azeite de oliva e abacate também são indicados para aqueles que estão fazendo a dieta sem carboidrato, porque suas gorduras são insaturadas e saudáveis, sem contar que ajudam na prevenção de doenças no coração, atuam aumentando o colesterol bom e reduzindo as chances de aterosclerose e infarto.

Importante: antes de começar a dieta low carb, consulte um nutricionista especializado!

Segundo especialistas, não são todas as pessoas que podem aderir a dieta sem carboidrato, porque elas podem desenvolver problemas no coração, fígado, rins e até mesmo ter diabetes, porque como ela diminui o metabolismo se não for feita de forma equilibrada, a pessoa pode apresentar muitas dificuldades para diminuir seu peso no futuro.

Por isso, antes mesmo de dar início a dieta low carb é fundamental buscar ajuda não só de um nutricionista como também de um médico, porque eles saberão indicar a quantidade certa de carboidratos que são fundamentais para que o nosso corpo funcione de forma correta.

A não ingestão de carboidratos ainda poderá fazer com que a pessoa sinta dores de cabeça, sono de forma excessiva ou insônia, fique mais lerda para agir e pensar, não consiga se concentrar, fique sempre mais cansada e com o humor oscilando.

 

Mais de Receitas

Ver mais